Resumo do Conjunto

Itens Selecionados: 0

Preço Total do Conjunto: 0

Nenhum Item selecionado! Selecione os itens do conjunto para adicionar ao seu carrinho de compras.

  • Cultura de Café no Brasil
Passe o mouse e veja a foto com o zoom Ampliar Foto
SINOPSE

Sinopse: ste Livro, na forma de um “Manual de Recomendações”, em nova edição 2015/16, objetiva ampliar e atualizar a base de conhecimentos sobre o manejo da cultura cafeeira, para continuar, depois de 6 edições anteriores, na orientação, de Técnicos e Produtores, sobre o melhor uso da tecnologia para a lavoura cafeeira. Ele tem se constituído numa verdadeira “Bíblia” da tecnologia cafeeira, visando contribuir com a melhoria de nossa cafeicultura. Cafezais mais produtivos, com cafés de melhor qualidade, resultam em maior rentabilidade, mas exigem um bom trabalho do produtor, baseado no uso de tecnologias adequadas. Por isso, a cafeicultura brasileira evoluiu muito nas últimas 4 décadas. A lavoura foi renovada. Surgiram novas regiões, novos sistemas de cultivo e de manejo dos tratos, com aumentos na produtividade e nas safras, apesar das dificuldades climáticas. Os sistemas de plantio mudaram para um maior número de plantas/área, com adequação às zonas de montanha e às áreas planas/mecanizáveis. Surgiram variedades mais produtivas, resistentes e vigorosas. O manejo dos tratos e a colheita foram facilitados com a mecanização. A nutrição das plantas e o controle de pragas/doenças foram viabilizados, de forma eficiente e econômica. Ainda, se destacam o maior uso de podas e os cuidados no preparo de cafés de qualidade. Boa parte desses avanços se deve ao suporte de uma Equipe Técnica especializada, atuando no desenvolvimento e difusão das práticas mais racionais. O livro é um instrumento básico para dar suporte a essa Equipe, pois traz toda a experiência acumulada no manejo dos cafezais - da genética, da fisiologia, do ambiente, do plantio e todas as praticas de formação e condução dos cafezais, da colheita, preparo e qualidade do café, incluindo análises de custos.

SUMÁRIO CAPITULO 1 - DIAGNÓSTICO DA CAFEICULTURA
1.1. Desenvolvimento da lavoura cafeeira no Brasil – 1
1.2. Análise da Produção cafeeira brasileira – 5
1.3. A cadeia Produtiva do café – 12
1.4. Produção mundial de café – 13
1.5. Análise da oferta e da demanda de café – 16
1.6. Formação dos preços – 22
CAPITULO 2 - CLIMA, FISIOLOGIA E SOLOS PARA O CAFEEIRO
2.1. Clima
2.1.1. Fatores climáticos importantes – 23
2.1.2. Exigências e efeitos da temperatura – 23
2.1.3. Exigências de chuva – 28
2.1.4. Efeito dos ventos – 32
2.1.5. Umidade do ar – 33
2.1.6. Luminosidade – 33
2.1.7. Níveis climáticos – 34
2.1.8. Zoneamento climático da cafeicultura – 34
2.1.9. Efeitos do clima no plantio, colheita e qualidade – 37
2.1.10. Geada, chuva de granizo e raio – 40
2.2. Aspectos fisiológicos do cafeeiro
2.2.1. Germinação e crescimento – 40
2.2.2. Dimorfismo e correlação de crescimento – 41
2.2.3. Crescimento e produtividade – 41
2.2.4. Florescimento – 42
2.2.5. Fases fenológicas do cafeeiro – 44
2.2.6. Desfolha – 44
2.2.7. Escaldadura – 47
2.2.8. Queda de frutos – 48
2.2.9. Ciclo bienal de produção – 49
2.3. Solos
2.3.1. Fisica do solo – 50
2.3.2. Quimica do solo – 52
2.3.3. Biologia do solo – 58
2.3.4. Solos para a cultura cafeeira no Brasil – 58
CAPITULO 3 - VARIEDADES DE CAFÉ
3.1. O cafeeiro e suas espécies de interesse
3.1.1. Botânica – 61
3.1.2. Espécies – 63
3.2. Evolução das variedades plantadas no Brasil – 63
3.3. Variedades atuais
3.3.1. As cultivares Mundo Novo e Acaiá – 64
3.3.2. As cultivares Catuai Vermelho e Catuai Amarelo – 65
3.3.3. As cultivares Icatu Vermelho e Icatu Amarelo – 66
3.3.4. Cultivares Catucai Amarelo e Catucai Vermelho – 68
3.3.5. Cultivares IBC-Palma 1 e 2 , Sabiá e Saira – 70
3.3.6. Catimores, Sarchimores e Híbridos entre Catuai e H. Timor – 72
3.3.7. Cultivar Aranâs – 75
3.3.8. Cultivares Rubi, Topázio, Travessia, Ouro Verde e Maracatiá – 75
3.3.9. Cultivar Acauã – 76
3.3.10. Cultivar Siriema – 78
3.3.11. Novas cultivares do IAPAR – 80
3.3.12. Cultivar Bourbon Amarelo e Vermelho – 81
3.3.13. A Cultivar Conillon e outros robustas – 81
3.3.14. Materiais resistentes a nematoides e outros em desenvolvimento – 85
3.4. Características do cafeeiro
3.4.1. Características vegetativas – 86
3.4.2. Características produtivas – 90
3.5. Aceitação das variedades a nível regional – 95
3.6. Indicação de variedades – 100
CAPITULO 4 - FORMAÇÃO DO CAFEZAL PRODUTIVO
4.1. Onde Plantar café
4.1.1. Condições econômicas – 103
4.1.2. Aspectos ambientais – 103
4.1.3. Condições ambientais – 104
4.2. Produção de mudas
4.2.1. Tipos de mudas – 105
4.2.2. Preparo de sementes – 105
4.2.3. Instalação do viveiro – 106
4.2.4. Recipientes e substratos – 110
4.2.5. Semeadura – 114
4.2.6. Praticas culturais no viveiro – 117
4.2.7. Produção de mudas enxertadas – 124
4.2.8. Produção de mudas por estacas – 125
4.2.9. Mudas de raiz nua, transplante no campo e plantio direto – 129
4.2.10. Mudas clonadas por embriogenese somática ou por micro-estacas – 129
4.3. Preparo da área para o novo cafezal
4.3.1. Limpeza, preparação e correção – 130
4.3.2. Locação do cafezal – 131
4.3.3. Marcação, abertura e preparo dos sulcos/covas – 134
4.3.4. Adubação dos sulcos/covas – 137
4.4. Escolha do sistema de cultivo/maneio e espaçamento
4.4.1. Definição do sistema de cultivo – 140
4.4.2. Como escolher o sistema – 140
4.4.3. Importância do espaçamento na lavoura cafeeira – 142
4.4.4. Evolução dos espaçamentos na lavoura cafeeira – 142
4.4.5. Padrões de densidade de plantio – 145
4.4.6. Recomendação de espaçamentos – 146
4.5. Escolha da variedade
4.5.1. Características da variedade – 158
4.5.2. Adaptação à região e ao tipo do produtor – 158
4.5.3. Adaptação ao sistema de plantio/manejo – 161
4.5.4. Recomendações básicas – 162
4.6. Plantio e replantio – 163
4.7. Praticas na lavoura jovem – 169
CAPITULO 5 - MANEJO DOS CAFEZAIS
5.1. Controle do mato
5.1.1. O que é o mato e seu controle – 179
5.1.2. Concorrência e perdas com o mato – 180
5.1.3. Benefícios do mato e sistemas de cultivo de ervas – 181
5.1.4. Tipos de mato e fatores influentes na ocorrência – 183
5.1.5. Epoca de controle no mato – 185
5.1.6. Modos de controle do mato nos cafezais – 186
5.1.7. Sistemas de controle do mato em diferentes situações de lavouras – 187
5.1.8. Sistemas de controle do mato – 188
5.1.9. Recomendações de controle de acordo com o sistema de produção de café – 203
5.1.10. Rendimento e custo dos sistemas de controle do mato – 204
5.2. Adubação e calagem
5.2.1. O que é a adubação racional – 205
5.2.2. Importância/necessidade da adubação no cafeeiro – 205
5.2.3. Exigências nutricionais do cafeeiro – 206
5.2.4. Funções dos nutrientes, sintomas e condicionantes das deficiências – 210
5.2.5. Diagnose das deficiências – 216
5.2.6. Recomendação de corretivos – 222
5.2.7. Recomendação de adubação – 238
5.2.8. Interação entre adubação versus variedades e sistemas de plantio do cafeeiro – 278
5.2.9. Interação entre a adubação e as pragas e doenças do cafeeiro – 279
5.2.10. Influência da nutrição sobre a qualidade do café – 281
5.2.9. Duvidas comuns nas recomendações de adubação em campo – 282
5.3. Controle de pragas, doenças e distúrbios do cafeeiro
5.3.1. Importância e fatores influentes no ataque – 283
5.3.2. Conceito de dano econômico e estratégias de controle – 284
5.3.3. Principais pragas do cafeeiro - características e controle – 284
5.3.4. Doenças do cafeeiro - Características e controle – 317
5.3.5. Monitoramento de pragas e doen&c
DETALHES

Tipo: Livro

Título: Cultura de Café no Brasil

Autor: Matiello, Santinato, Almeida e Garcia

Editora(s): Fundacão procafé

ISBN: 9788566870978

Área: Livros

Idioma: Português

Procedência:

Data de Lançamento: 2015

Número de Páginas: 585

Tamanho: 21 X 28

Edição:

ISE:

AUTOR

Matiello, Santinato, Almeida e Garcia

Cultura de Café no Brasil

Matiello, Santinato, Almeida e Garcia
Manual de recomendações, ed. 2015

cod. do produto: 067546

Por R$125,00

ou 2x R$ 62,50


OPINIÃO DOS CLIENTES

Nenhuma opinião informada sobre o produto.

Escreva um comentário sobre o produto
Produtos Visitados
CONECTE-SE
Fique por dentro de
promoções e novidades!